31 de dezembro de 2019

2020 vem aí! Veja as orientações da Astrologia Chinesa e da sabedoria oriental.

Todo troca de ano eu faço a leitura da Astrologia Chinesa para compartilhar com você, um convite a reflexão. Se você se interessa pela tema aproveite. 

E Feliz 2020!


Primeiro as reflexões sobre o ano vivido e logo abaixo as tradicionais orientações para 2020! 

Aos poucos nos despedimos do Porco de Terra!
2019 foi o ano do Porco de Terra, um porco a galope e instável, regido pela forma brincalhona, intuição e pelo desafio de voltar-se ao Nós.  Neste período cada discípulo foi intensamente desafiado a equilibrar suas polaridades. Isto, mais forte do que o normal,  por ser um período regido pelo elemento Terra. 
Por conta deste desafio não foi um ano fácil – equilibrar polaridades com tanta instabilidade é algo bastante difícil. Normalmente todos nós tentamos nos equilibrar agindo de forma a compensar faltas ou excessos e assim nos ajustamos criativamente para lidar com o que não é tão simples. Neste ultimo ano este foi o grande tema.  


Ano do Rato de Metal! 

Veja o que 2020 nos reserva e o que nos trará  de desafios e solicitações de aprendizados.

Estar sob a regência do Rato de Metal nos promete um ano mais regrado, com retorno a estabilidade – algo que as polaridades do ano anterior ainda não permitiam.  O Rato traz a influência da perseverança e da meticulosidade. Quem estiver com um projeto deve ter mais ânimo para sua continuidade e quem iniciar um novo projeto ou movimento, seja prático ou afetivo, tenderá a se manter neste processo. Vem aí um período Metal, este tende a favorecer o foco, a estabilidade e linearidade.

Porem este aspecto Metal tão valioso tem seu ponto negativo se vivido em excesso – lembre-se todo excesso é prejudicial – devemos então cuidar com a rigidez, o excesso de linearidade e da razão. Esteja atento para não abandonar a intuição e não se perder no excesso de ambição, que especialmente sobre a regência do Rato, nos leva a crescer mas pode fazer com que nos perdemos  em seu processo de ascensão, deixando as sutilezas e belezas da vida passarem despercebidas.

A colheita
O Elemento Metal é tradicionalmente conhecido pelo momento da colheita, uma colheita que vem com o tanto de dedicação ao investimento, seja ele de que gênero. Invista, esteja presente, mantenha-se regando que a colheita virá com certeza. Mas não esqueça de algo fundamental,  do conteúdo da sua plantação. O que isto quer dizer? Cuide do que estará plantando, analise bem e siga com firmeza.

A colheita do Metal estará valendo tanto para os negócios como para o amor. Atenção o que se iniciará tenderá a seguir.

Desta forma, não será um ano para casos passageiros e sim os duradouros, sejam quais forem. Nos relacionamentos amorosos se não desejar se apegar, tome cuidado o Rato não gosta de estar só e, em um ano Metal, o apego a continuidade é certa. Por outro lado, isto pode nos trazer algo positivo nestes dias de relações tão líquidas. Veremos.

Como sempre, esteja atento as suas tendências pessoais.

Se você tende a ser excessivamente meticuloso, detalhista, exigente consigo e com os outros fique de olho nestes seus aspectos para não se perder em seus próprios excessos e rigidezes.

Se tiver muita dificuldade de lidar com a estabilidade será bastante desafiado é ano de manutenção. Algumas pessoas poderão a sentir o tanto de Metal que vem ai como monótono outros mais “certinhos” e regrados estarão nas nuvens.

Se tende a ser  um tipo impulsivo, instável e pouco meticuloso e ambicioso, com certeza terá a oportunidade de se experimentar nestes aspectos que nos influenciarão no ano de Rato Metal.

Pois bem, é isso que teremos como influências neste próximo ciclo. Espero que possamos aprender com o que vem e saibamos lidar bem com uma energia mais estável. A estabilidade tem suas qualidades !


Em 2020 siga firme nos seus propósitos e tudo acontecera a seu tempo!!!

23 de dezembro de 2019

Festa natalina e seus desafios

A chegada do Papai Noel é um dos eventos mais esperados pelas crianças, a lenda do bom velhinho que carrega em seu trenó um saco cheio de presentes é encantadora e, se este senhor barbudo e até assustador, trouxer aquele brinquedo desejado o ano todo, isto será o máximo.

Para os cristãos o Natal comemora o nascimento de Jesus e os presentes representam a reverencia dos três magos ao menino que nascia para ajudar aos humanos a se reencontrar com seus sentidos espirituais.  Mas não esqueçamos de citar nisso tudo o que, para mim talvez seja o detalhe mais importante desta estória, o fato de que os três magos chegaram ao menino Jesus guiados pela luz que se refletia no céu em forma de estrela e indicava a sua localização. Um convite ao desenvolvimento da luz em todos nós.

Lindo não?  Sem dúvida uma inspiração que nos convida para a reflexão sobre as reais importâncias da festas natalinas. As vezes me parece que este espírito de luz passa um pouco despercebido, que a tendência a se deixar tomar pela ansiedade pré-natalina é gigante e a experiência de tensão e desentendimento toma a cena.

Mas o que acontece? Para algumas pessoas encontrar com a família pode não ser tão tranquilo, para outros a cobrança de perfeição não permite relaxar, outros ainda se prendem em acontecimentos que foram vividos como frustrantes, indesejados, inadequados ou algo do gênero.


Pois bem, família realmente pode não ser tão fácil como gostaríamos que fosse. E aqui não cabe discutir razões, certos, errados,  etc... A minha sugestão então é ver se é possível um ajuste criativo que ajude a lidar com as situações, este pode ser uma tentativa de revisão de importância ou uma atualização do sentimento, olhando sobre a ótica do presente da pessoa que você é hoje.
Estamos falando aqui do Natal, o evento de maior luz, paz e harmonia do ano, lembra? Talvez por isso o esforço.

É, mas eu sei... a preparação para o evento de luz pode ser dureza para alguns de nós. Se for assim, o desafio é se inspirar, se desapegar do ruim  e tentar olhar para os pequenos gestos de atenção vindos daqueles que lhe esperam com carinho ou com o jeito que conseguem mostrar o seus carinho. Quem sabe deste olhar pode vir o desfrute.

As vezes estes gestos aparecem em uma abraço mais apertado, um olhar afetuoso inesperado ou já conhecido, um presentinho simples, mas comprado pensando em agradar, um prato preparado sem o tempero que você não come, uma bebida que só você gosta, tente prestar atenção nisto, nas pequenas coisas.

Quanto ao Natal acho que a beleza do evento depende de um pouco de disposição para vivermos o evento com certa abertura para a luz, não esquecendo do seu real significado.