27 de junho de 2017

Você quer que o outro seja só o que espera dele?


Eu faço minhas coisas, você faz as suas. Não estou neste mundo para viver de acordo com suas expectativas
E você não está neste mundo para viver de acordo com as minhas
Você é você, e eu sou eu
E se por  acaso nos encontrarmos, é lindo
Se  não, nada há a fazer
(Frederick Perls)

Pergunta:
Vera 47 anos.  Estou namorando um senhor que, no início do relacionamento parecia ser tudo que eu sempre quis. O problema é que com o passar do tempo ele começou a ser  desagradável e  não é mais o que eu imaginava. Será que sou muito exigente? Parece  que ninguém me agrada.

Respondendo:
Vera, você está vivendo algo que muitas pessoas vivem,  um primeiro encantamento e depois, com  a aproximação e a intimidade, o aparecimento das diferenças.  As pessoas não são só o que esperamos delas. Nós podemos  imaginá-las como gostaríamos, mas elas não podem ser tudo o que esperávamos.  E para você parece que isso vem se repetindo. Toda repetição merece muita atenção.

Nós nos apaixonamos por uma pessoa a partir do que vemos ou sentimos dela, determinadas qualidades e características. São coisas que nos preenchem, nos completam, nos motivam...  Porém, estas coisas que nos encantam não são o todo de uma pessoa, ela é muito mais que isso.

Quando permanecemos mais tempo com alguém as diferenças ficam mais marcantes e podem ser aceitas ou não. O amor passa a ir tomando conta da paixão quando a balança pesa para o positivo e as diferenças não interrompem o encantamento. Caso contrário, a relação pode se desfazer.

Neste  momento da sua relação é  bom discriminar, o que é expectativa sua e o que ele é realmente.   Generalizar uma pessoa é um erro. Ninguém é tudo o que esperamos e por isso tão bom. E também não é todo ruim, ao contrário.

Uma  pergunta a se fazer é: Ele é desagradável ou tem coisas desagradáveis? Esta resposta é muito importante.  Outras são: Estas coisas desagradáveis pesam mais que as agradáveis? Ou as agradáveis pesam mais? Ele deve ser o que você espera ou pode ser ele, com coisas que você espera e outras não? Como lidar com as características que você não gosta tanto assim, sem desrespeitar a autenticidade dele?

Lendo isto tudo, você pode despertar para a observação de identidades diferentes,  com possibilidades  de um encontro legal ou não, como diz lá no poema acima. E se não der para ser ok,  a vida segue em seu  colorido de pessoas e  experiências.




Nenhum comentário:

Postar um comentário