31 de janeiro de 2017

Respondendo a dúvidas: sobre prazer sexual

Estou em férias na praia, como hoje o dia amanheceu chuvoso, resolvi colocar pendencias em dia e responder alguns e-mails. Dois destes e-mails me pareceram muito ricos, pedindo para ter suas respostas compartilhadas. Trata-se de dúvidas que pertencem a muitas mulheres. Agradeço a confiança meninas! E obrigada pela permissão de compartilhamento.

Deixo também esta entrevista do Dr. Eliano Pellini, que considero uma das autoridades no assunto. Vale a pena assistir, ele aborda algumas das perguntas e tem uma imensa capacidade de falar de forma simples e muito explicativa.



Pois bem, tratar de orgasmo e masturbação feminina é algo que me agrada muito, pois temos aí um tema sempre muito carente de mais informações e informação quando falamos de sexo é igual a libertação de possibilidades. Podem perguntar a vontade!

Sim, todas temos possibilidade de ter prazer sexual!  Às vezes é preciso observar algumas particularidades que compõe a sua possibilidade de prazer, só isso.

É verdade que a masturbação pode ser um bom caminho para o orgasmo, mas não o único e menos ainda como algo tão centrado em um único local, só no clitóris. Eu costumo dizer a mulherada que é preciso ampliar as fronteiras, perceber o todo. Para isso você deve começar pelo toque prazeroso e erotizado, por todo o seu  corpo,  que vai evoluindo para a masturbação.   Assim você  vai experimentando  o que lhe agrada mais e como despertar este prazer de forma ampla, sem pressa e  com o devido desfrute.   Este é um exercício que ajuda bastante para futuros orgasmos. É como qualquer aprendizado, tem suas etapas...passo a passo, ou melhor parte por parte!

Para ter orgasmo não é preciso de algo mágico, mas treino. Sim treino. É até engraçado, não é? Mas você pode aprender  a ter orgasmo, como  aprendeu um dia a falar, a caminhar ou a escrever. É bem menos misterioso do que lhe foi dito e menos proibido do que lhe foi pregado.

Eu diria para começares sozinha, em um lugar tranquilo e bem privado e ires evoluindo. Se precisar pode deixar a cabeça brincar junto, isto pode lhe ajudar, as fantasias costumam ser um colorido estimulante para as mulheres. Comece por você e evolua para o a dois, passo a passo!


Já que a apropriação do prazer da mulher em suas relações sexuais é algo que se aprende, se desenvolve, se constrói.  Veja algumas questões importantes e que devemos estar atentas neste processo.

Pense na necessidade de rever algumas das suas questões educacionais.  Aprendizados familiares quanto ao que é certo e errado ou feio e bonito em termos de sexo. Isto normalmente nos é dito pelos pais ou educadores e estes podem ter repassado ensinamentos sem muita reflexão, simplesmente porque não era hábito rever. E os tempos mudaram!
Permita se conhecer e experimentar o seu próprio corpo de diferentes formas.  A ampliação que falei acima. Existem várias zonas erógenas no corpo, encontre as suas, as investigue sem medo ou pudor. Isto pode ser bem bom e surpreendente.
Reflita e até reveja seus conceitos estéticos sobre você. Se gostar e se valorizar pode ser importante para uma boa vida sexual. Vivemos a era dos aprisionamentos estéticos, entenda, você pode não ser exatamente um mulherão, mas uma baita mulher que sabe se satisfazer.  Conheço algumas mulheres bem gordinhas super  sexys,  que se gostam e tem o maior prazer com seus corpos.
Se liberte das exigências do orgasmo. Estar obrigada a ter orgasmo gera tensão, o impede e acaba tornando um momento que poderia ser tão bom em algo falso e sem sentido. Se não experimentou o orgasmo ainda,  experimente o prazer de se tocar, de brincar e relaxe! Quanto mais relaxada e livre desta obrigação mais pode acontecer.   
Quanto as dificuldades de falar o que prefere para o companheiro. Isto deve ser construído e trabalhado. Tende a ficar mais fácil com a desmitificação dos mitos negativos quanto a mulheres espontâneas. Vai introduzindo a fala fora e dentro da relação ou simplesmente vá sinalizando o que está querendo. Você pode se surpreender com a resposta do parceiro. E se ele não conseguir te ouvir temos outro problema aí, que não é só seu mas do casal. Então vocês devem procurar ajuda.


Pois é isso aí meninas!  Por último quero dizer algo que me agrada muito: para tudo existe uma solução! Porém toda mudança deve ser feita aos poucos, aprendendo com elas e desfrutando do pouquinho que se consegue.  Tenham muito prazer! 

9 de janeiro de 2017

Férias merecidas!

Caros pacientes, pais de pacientes e demais.

Está chegando o meu período de descanso!

Estarei em férias a partir do dia 14/01 retornando ao consultório dia 13/02. Neste período atenderei situações clínicas no telefone celular. Peço a estes que me chamem ou enviem mensagens que respondo assim que puder. Logo que voltar da praia!

Para agendamento de consultas ou dúvidas quaisquer sobre estas, entrem em contato com a querida Mari no (51) 995137052. Ela estará disponível em horário comercial para ajudar.


Desejo a todos um igual bom periodo de descanso e nos vemos em breve!