4 de janeiro de 2015

O meu jogo do I Ching para 2015

Como é de costume compartilho com vocês o meu jogo do I Ching para o ano de 2015.

Neste livro oriental encontramos a síntese de experiências de muitos mestres. Com ele podemos interpretar processos pessoais e tendências de fluxos de aprendizagem. Trata-se da descrição dos principais ensinamentos de um discípulo no “subir e descer a montanha”, ou seja, na vida.

Veja ao que você deverá estar atento em 2015.
Ano regido por movimentos lentos, na astrologia chinesa temos a Cabra e o jogo do I Ching nos mostra a aprendizagem no pequeno. Os desafios estarão relacionados ao aspecto yin do ano – o interno, o íntimo, ao lento, a sutileza e a tudo que se relacione a sua mais profunda reforma de princípios.

Hexagrama 4 - Meng – Insensatez Juvenil (o adolescente em todos nós)

Podemos entender este hexagrama pensando em um discípulo jovem e insensato, que ao agir sem refletir nos seus princípios, erra e fracassa. No erro vai ao mestre sem desejo verdadeiro de enxergar a lição e sim de conquistar o que deseja. O mestre o pune (a vida, o pai, o líder) para que este possa ter a chance de refletir e mudar seus princípios. Surgem os obstáculos (a reflexão da montanha, a rigidez), ele estagna. O mestre irá estimular e valorizar o seu bom principio. Novas chances ele terá, mas o sucesso dependerá dele mesmo (da reforma do intimo, a valorização do pequeno).

Todos nós, jovens aprendizes, (jovem em sabedoria, não em idade) somos adolescentes sujeitos a lições que farão parte dos aprendizados descritos em Meng.

Será preciso ter paciência com as paradas e lentidão de movimentos!
Quando algo estagnar, reflita no seu papel nisso!
Diante do fracasso e do erro, pare e reflita! Sem a pressa insensata, reveja a sua índole (seu íntimo) na conduta!
Esteja atento as atitudes precipitadas! A lição virá para que se reflita!

Tanto o aprendiz como o homem sábio, deverão ter humildade. O aprendiz para olhar e reconhecer a lição, o homem sábio para fazer uso da humildade.
Este é um hexagrama especial, ele não ensina só o discípulo (jovem insensato), mas também o mestre (pai, professor, líder...). Ele força o homem sábio a refletir em sua humildade e sua posição de estímulo a valorização do positivo.

Aqui temos um especial ensinamentos para pais, dirigentes  e líderes. O homem sábio deve saber punir para gerar o obstáculo, mas não deve persistir na punição.  Após a punição centrar-se na valorização da boa índole, do positivo, da boa ação.

Em 2015 pequenas conquistas devem ser valorizadas, isto é um desafio nos dias de hoje. Estamos vivendo a era do constante desejo do mais a qualquer custo e do aprisionamento na busca de um tipo de felicidade que nunca é atingida pelo tanto de perfeição que se coloca nela.


Reflita e volte-se ao pequeno! Assim virá a boa fortuna!

Nenhum comentário:

Postar um comentário