31 de janeiro de 2015

O vilão dos casamentos!


De uns anos para cá houve um aumento considerável no número de separações e de pessoas em relações extraconjugais. No consultório e entre as pessoas com quem converso a opinião é unânime: a culpa  das separações é do distanciamento, tanto físico como emocional.

Nisto o grande vilão dos casamentos passa a ser a falta de desejo. Falta de  desejo de se tocar, de fazer algo com o companheiro, de compartilhar  coisas pessoais... Estas faltas todas fazem com que as pessoas se sintam desmotivadas, percam  o tesão, se desencantem e busquem outras pessoas.

Porém isso não é tão pessoal como parece. O grande problema está no modelo de casamento que herdamos. Vem das  avós, das mães e dos homens que as acompanhavam.

Sem conseguir fugir de um pouco de generalização, digo que a nossa sociedade ainda cria mulheres para dar conta de tudo que se diz respeito ao núcleo familiar.  Isso seria ótimo, se não fosse a atual jornada dupla da mulher e o papel dos homens nesta organização familiar.  Papéis determinados pelos próprios protagonistas.

A sensação de incapacidade dos homens está enorme e o peso nas costas das mulheres tão grande quanto.  Isto porque as mulheres são mandonas por “natureza” e por que os homens parecem precisar disso? Sim e não.

As mulheres gostam de organizar, os homens gostam de serem orientados, são quase preguiçosos para decidir fora do trabalho. As mulheres gostam das coisas do seu jeito, os homens gostam de não ter que pensar como. E isso aparece na educação dos filhos, na determinação das rotinas, na escolha de programas e em mais uma infinidade de coisas do casal.  Será que também está na hora do sexo? Quanta autonomia é dada a aquele homem que precisa ter “pegada”!

Mas não temos culpados, da mesma forma que as mulheres se colocam neste lugar os homens também se colocam no lugar determinado a eles e adoram a sua cômoda posição. Só que os tempos mudaram. Atualmente as mulheres também estão tendo que decidir muita coisa lá fora e andam sobrecarregadas. Por outro, lado os homens não aguentam mais serem tratados como “incompetentes” no que tem certeza que podem ser competentes. E ambos detestam todo este enrosco e projetam as suas frustrações nos companheiros, perdendo o desejo e se distanciando.

Sei que não estamos falando de algo muito simples de mexer. Muitas pessoas não querem mais esta realidade, mas não sabem o que fazer para mudar. Bem, a minha sugestão é refletir, discutir sobre e achar novas formas de fazer as coisas. Fazer diferente! Pequenas mudanças nas atitudes de um muda o outro e o “nós”.

Além disso, para casais eu sempre recomendo: um pouco de bom humor ajuda muito.

21 de janeiro de 2015

Coisas de MULHER...



“Você se percebe furiosa, queixosa ou preocupada. Tudo em excesso! Escuta que está um “porre” e nota que nem você mesma se aguenta, pois tudo é motivo de drama ou choro”...

 Então, um clic e você se dá conta...Tensão Pré-Menstrual? Menopausa? Sim! Estes dois estados podem levar a uma série de desequilíbrios físicos e emocionais.

A TPM, condição do ciclo menstrual que, em desequilíbrio, tem como sintomas mais comuns: depressão, tristeza, choro involuntário, impulsividade, crises de raiva, insônia, distensão abdominal, dor nas mamas e nas costas, peso nas pernas e enxaquecas diversas. 

A Menopausa, condição de mudança fisiológica que, em desequilíbrio, pode ter como sintomas mais comuns: calores súbitos, suores noturnos, irregularidades menstruais, depressão, ansiedade, fadiga, palpitações, insônia, securas e atrofia da vagina, coceira na vagina, baixa da libido, osteoporose.

“Duas vilãs” que chegam de mansinho e podem transformar a vida de uma mulher em um verdadeiro caos,  mas que podem ser tratadas!

A Acupuntura e suas terapias associadas são práticas muito usadas para os distúrbios e desarmonias femininas. Tem ótimos resultados, tanto no tratamento da TPM como da Menopausa. Sua eficácia está em visar o reestabelecimento do equilíbrio geral – psíquico/físico/energético – porem trazem um rápido reestabelecimento e alivio dos sintomas. Além disso, nada como uma boa conversa esclarecedora e que lhe ajude a lidar com estas novidades.

Mais informações

Sobre o que acontece com a mulherada na TPM
No período da ovulação até a menstruação ocorre muita alternância no organismo, uma verdadeira gangorra hormonal. Quando a mulher está frágil, em algum aspecto energético, é fácil se desequilibrar nesta fase do ciclo.  Isto acontece porque após a ovulação e a não fecundação do óvulo as mulheres entram na fase que levará a menstruação. A pré-menstruação é um período de acumulo de tensão, a fim de expulsar a retenção de tecido que, sem a fecundação, não terá utilidade. Portanto um certo nível de tensão é natural e faz parte do processo. O que não é natural e deve ser tratado é tensão excessiva que desencadeia diferentes desequilíbrios energéticos e seus sintomas.

Sobre o que acontece com a mulherada na Menopausa
De acordo com a teoria chinesa, a menopausa ocorre quando, por causa do processo natural de envelhecimento, o corpo não produz sangue suficiente para sustentar um período mensal, onde essa perda de sangue torna-se prejudicial ao seu corpo e especificamente ao seu rim. Órgão que abriga a raiz da vida e da longevidade. Portanto, o corpo em sua sabedoria inverte o fluxo de um meridiano no centro do corpo e isto provoca uma mudança significativa na energia de uma mulher, pedindo uma serie de adaptações.

Pesquisa
Yang Qing-Fang, escrevendo no Medicina Tradicional Chinesa de Yunnan, nº5, 1993, p. 27-8, relata o tratamento de 31 casos da síndrome da menopausa com auriculoterapia. Estas senhoras sofriam de irregularidade menstrual, calores súbitos, suores noturnos, palpitações do coração,tontura, depressão emocional., sangramento uterino e agitação. Pequenas agulhas intradermicas eram colocadas em pontos de acupuntura em seus ouvidos por um período de 1 mês. 87% das senhoras neste estudo registraram melhoria marcante provinda desta terapia barata e fácil. Também pesquisa no Japão mostrou que senhoras na menopausa e pós-menopausa usando fitoterapia chinesa tinham maior densidade óssea do que senhoras em um grupo comparativo não usando fitoterapia chinesa (Medicina Tradicional Sino Japonesa 13 [1992] : 38-42).

Tratamento
Para tratar qualquer uma destas “vilãs” é preciso avaliar a fonte de desequilíbrio. Exame de pulso, língua, inspeção da face e observação dos sintomas. Existe uma tendência de desequilíbrio – leia o textinho abaixo sobre a menopausa – mas toda mulher tem suas particularidades constitucionais.  Nós acupunturistas ocidentais e praticantes de MTC não apenas usamos acupuntura e suas técnicas associadas, mas também aconselhamos quanto a dieta, exercícios e estilo de vida.

Existe uma forte tendência da mulher na menopausa desequilibrar o fígado e o rim, desequilibrar o Ki e o pâncreas e o coração. Isto gera uma série de problemas. É preciso organizar a energia,  acalmar o espírito, limpar o calor patogênico e baixar o Yang, assim restaurando o equilíbrio de todo do organismo.

Qualquer dúvida entre em contato.

20 de janeiro de 2015

Mudanças possíveis


Estou compartilhando com vocês um texto que recebi de uma paciente. Ela me enviou liberando a publicação, pois disse que gostaria que muitas pessoas pudessem experimentar o que ela vive hoje em termos de satisfação pessoal. Ela acredita que muito disso esta relacionado a seus dias de reflexões sobre sí  e a sua vontade e esforço para transformar a sua vida no que atingiu nestes últimos anos.

Eu, Ester, agradeço a honra por ser escolhida para participar desta tua jornada e colheita!  
  

Uma nova fase de vida

Segundo dia do ano de 2015. Estou muito sensível, chorando neste momento.Emocionada, resignificando muitas coisas.Iniciei este ano nos braços do amor da minha vida.Primeiro dia do Novo Ano com um beijo e um abraço do Luiz, meu grande amor.Que beleza! Que momento lindo!Choro de felicidade, de alegria, coração preenchido. Um ciclo fechado de fato. O ciclo da mulher frustrada no amor.

Também hoje, cortei e coloquei no lixo, ou melhor, rasguei e coloquei fora todos os meus cadernos, onde,  no decorrer da minha busca, registrei momentos, emoções, sonhos e percepções sobre mim mesma. Foi um grande saco de lixo, onde aquilo que foi cortado, dispensado foi colocado e encaminhado para o passado e para a natureza reciclar, assim como eu reciclei.

Hoje, daqueles escritos e percepções  muitos estão integrados a mim, ao novo eu, nova mulher. Uma mulher apaixonada pela vida, sensível, apaixonada pelo Luiz. Homem amoroso, íntegro, carinhoso e sensual no sexo, com quem me realizo, me solto por inteiro. Que presente este parceiro!

Com ele resignifiquei meu início de ano. Estávamos nós, com nosso amor, nossa emoção. Fizemos uma ceia simples, saborosa, saudável e recheada de amor. Um Réveillon com as luzes do amor, não dos fogos de artifício; aliás, elas são lindas, brilhavam no céu. Mas, a luz do amor brilhou em nossos corações, tornando-os mais vivos e próximos. Viva a luz do amor que aquece nossos corações.

Eu precisava passar para o papel essas impressões do início de 2015 e final do ano de 2014. Iniciei 2015 com amor, estilo. Realmente, começo um Novo Ano com uma nova etapa de vida. Estou muito feliz e orgulhosa desta minha conquista. 

Obrigada a Deus e ao Universo por todos estes presentes.


Maria Ester

4 de janeiro de 2015

O meu jogo do I Ching para 2015

Como é de costume compartilho com vocês o meu jogo do I Ching para o ano de 2015.

Neste livro oriental encontramos a síntese de experiências de muitos mestres. Com ele podemos interpretar processos pessoais e tendências de fluxos de aprendizagem. Trata-se da descrição dos principais ensinamentos de um discípulo no “subir e descer a montanha”, ou seja, na vida.

Veja ao que você deverá estar atento em 2015.
Ano regido por movimentos lentos, na astrologia chinesa temos a Cabra e o jogo do I Ching nos mostra a aprendizagem no pequeno. Os desafios estarão relacionados ao aspecto yin do ano – o interno, o íntimo, ao lento, a sutileza e a tudo que se relacione a sua mais profunda reforma de princípios.

Hexagrama 4 - Meng – Insensatez Juvenil (o adolescente em todos nós)

Podemos entender este hexagrama pensando em um discípulo jovem e insensato, que ao agir sem refletir nos seus princípios, erra e fracassa. No erro vai ao mestre sem desejo verdadeiro de enxergar a lição e sim de conquistar o que deseja. O mestre o pune (a vida, o pai, o líder) para que este possa ter a chance de refletir e mudar seus princípios. Surgem os obstáculos (a reflexão da montanha, a rigidez), ele estagna. O mestre irá estimular e valorizar o seu bom principio. Novas chances ele terá, mas o sucesso dependerá dele mesmo (da reforma do intimo, a valorização do pequeno).

Todos nós, jovens aprendizes, (jovem em sabedoria, não em idade) somos adolescentes sujeitos a lições que farão parte dos aprendizados descritos em Meng.

Será preciso ter paciência com as paradas e lentidão de movimentos!
Quando algo estagnar, reflita no seu papel nisso!
Diante do fracasso e do erro, pare e reflita! Sem a pressa insensata, reveja a sua índole (seu íntimo) na conduta!
Esteja atento as atitudes precipitadas! A lição virá para que se reflita!

Tanto o aprendiz como o homem sábio, deverão ter humildade. O aprendiz para olhar e reconhecer a lição, o homem sábio para fazer uso da humildade.
Este é um hexagrama especial, ele não ensina só o discípulo (jovem insensato), mas também o mestre (pai, professor, líder...). Ele força o homem sábio a refletir em sua humildade e sua posição de estímulo a valorização do positivo.

Aqui temos um especial ensinamentos para pais, dirigentes  e líderes. O homem sábio deve saber punir para gerar o obstáculo, mas não deve persistir na punição.  Após a punição centrar-se na valorização da boa índole, do positivo, da boa ação.

Em 2015 pequenas conquistas devem ser valorizadas, isto é um desafio nos dias de hoje. Estamos vivendo a era do constante desejo do mais a qualquer custo e do aprisionamento na busca de um tipo de felicidade que nunca é atingida pelo tanto de perfeição que se coloca nela.


Reflita e volte-se ao pequeno! Assim virá a boa fortuna!

Feliz 2015!

Queridos
Preparei estes votos para a virada do ano, mas não foi possível publicar. Ficam como um desejo para o restante do ano de 2015. Beijos!


Desejo a você trezentos e sessenta e cinco dias de sol nascente; que cada um deles nasça pela manhã e se ponha a tardinha e que alguns sejam como este, outros nem tanto.

Um simples desejo, pois tudo está aí a seu dispor e assim é a vida, muito maior do que costumamos perceber. 

Feliz 2015, simplesmente VIVO!!