8 de agosto de 2014

Mantenha-se firme

 


Pensar em desistir da "luta" é um grande perigo.
                                                                          No I Ching, o perigo está ligado a qualquer emoção que leva à ideia de desistir ou abandonar o caminho firme, lento e paciente que vínhamos trilhando. O perigo, em geral, decorre de um inquieto descontentamento, que provoca a ambição e a perda do equilíbrio interior. Quando ficamos ambiciosos, queremos obter os resultados de nossos esforços rapidamente. Não toleramos demoras.

Diante dessa impaciência, somos envolvidos num turbilhão de emoções e desespero.

O hexagrama aconselha, nestas situações de muito desequilíbrio e ansiedade, que se fique imóvel. Neste estado qualquer esforço para mudar a situação somente piorará as coisas.

O hexagrama diz: existe um caminho que nos livrará do perigo e da dificuldade. Entretanto, não o encontraremos se continuarmos nesse estado emocional desequilibrado.

O perigo tem origem na nossa ansiedade. Quando ansiamos demais por uma determinada solução, lutamos para acabar com o desconforto. Mas essa luta é em vão porque, nela, abandonamos a paciência e nos entregamos ao voluntarismo e até ao desespero. Desejamos rápidos progressos, mas o I Ching diz que é o caminho lento que leva a mudanças duradouras. Forçar o progresso é um erro que está ligado ao nosso orgulho. E este, por sua vez, dificulta nossa caminhada dentro dos padrões da perseverança, humildade e paciência.

O perigo também envolve uma pressão interna para fazermos algo, com o único objetivo de nos livrarmos da ambiguidade da situação. Temos, no entanto, que insistir na não-ação, no distanciamento para meditarmos, nos observarmos, até que a pressão se dissipe e possamos recuperar a neutralidade, assim como a clareza mental.



Este texto é de Wu Fang e foi adaptado pela minha leitura do Hexagrama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário