27 de novembro de 2012

Escola de Mães




Nesta quarta-feira dia 28/11 estarei, junto com a super Mariana Alves e mais algumas colegas na oficina para mães da Escola de Mães.

Estou muito feliz por ser uma das convidadas a colaborar com esta oficina, pois sei bem, como mãe e psicóloga que se dedica ao estudo das fases do desenvolvimento infantil, a sua importância.

Acompanho o trabalho da Mariana desde o nascimento do meu filho, alias fui assessorada por ela em muitas das minhas dúvidas quanto aos pequenos procedimentos com o meu recém nascido. Agora, passados alguns anos, inicio este trabalho com ela podendo passar as mães algumas das mais importantes questões emocionais que fui percebendo a partir da minha própria vivência, é claro associando o que sempre estudei.

Os cursos da Escola de Mães pretendem compartilhar experiências, contar novidades para mães de primeira viagem e ensinar as mais importantes práticas observadas a partir do dia a dia da Mariana, em acompanhar muitas mães. São alguns anos de dedicação e estudos sobre momentos sensíveis que envolvem as adaptações e primeiros anos dos bebês.

Dar suporte a esta etapa do desenvolvimento ensinando manejos, tirando dúvidas, aliviando anseios e, acima de tudo, presenciando muitas conquistas foi o que acredito ter possibilitado o surgimento de um curso tão completo.

Devo contar que observo algo um tanto inovador para um curso de preparo para mães, a preocupação em tratar de dois pontos que considero fundamentais para as mães de hoje: o seu olhar especial para a importante relação do emocional que permeia as práticas do cuidar e a atenção especial as necessidades das mães modernas.

Abaixo leia mais sobre as questões que me refiro.

Recomendo entrar no site e dar uma espiada

http://www.perestroika.com.br/maes/

Quando falo do emocional envolvido me refiro ao que todas nós sabemos quanto a chegada de um filho, que este momento é sempre cheio de alegrias e também de desafios. São inúmeras novidades permeadas de muita emoção. Atualmente se fala muito sobre o papel dos sentimentos que acompanham as diversas adaptações a chegada dos bebês e, especialmente,as rotinas que envolvem os cuidados. Preocupação que faz muito sentido quando, cada vez mais, os profissionais da saúde põe em debate o quanto uma adaptação bem feita pode dar tranquilidade ao ambiente e promover equilíbrio a todos. Daí o importância em falar em boas praticas conhecendo a sua relação com o seu aspecto mais emocional.

Ao destacar as necessidades das mães modernas estou trazendo algo que está muito evidente e que precisa ser contemplado. A mulher de hoje tem muitas outras atribuições alem dos filhos e estão cada vez mais conscientes e preocupadas com a sua adaptação ao ser uma boa mãe. Todas nós queremos saber dar aos nossos filhos o melhor, mas precisamos aprender a nos adaptar a uma nova realidade sem tanta culpa e medo de errar.

A oficina do dia 28/11 pretende mostrar que muito se pode fazer adaptando possibilidades e  eu estarei lá para ajudar nisso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário