18 de julho de 2012

Agora nas quartas tem perguntas e respostas para a gurizada. Vou começar como quem inicia um treinamento, passo a passo, mais adiante vamos aprofundando. Quem quiser mandar a sua pergunta sem se expor, use o meu email e mande a sua idade. (claudiaguglieri@gmail.com). A resposta vem na outra quarta e, é claro, sem nomes!



Menina de PoA, 14 anos.
Nunca sei onde colocar as minhas mãos, sou muito desengonçada e eu tropeço em tudo, derrubo as coisas...um horror... A minha mãe disse que eu estou muito estabanada,  pior  do que quando eu era criança. Quando vou nos lugares me sinto a pior das piores, parece que tá todo mundo me olhando, o que é que eu faço?


A primeira coisa é saber que isso não é só contigo, se te consola é tu e todos da tua idade. Talvez tu olhe os teus amigos e nem note que isso acontece com eles também, como eles podem nem notar isso em ti, um  alívio né?  Mas olha só, esta sensação de desengonçada, de não saber o que fazer com as mãos e o corpo, acontece porque na adolescência a mudança física é muito abrupta e fica difícil se adaptar tão rápido. Nós todos precisamos de tempo para acostumar o corpo ao espaço, isso é um exercício motor. E para se achar neste corpo então! Nossa, tudo cresce e parece  chamar tanto a atenção, mas parece!  

Pois bem, partindo do ponto que isso não é um “problema” que tu tem, mas uma consequência provável da tua repentina mudança corporal  da fase que tu está, e que não acontece só contigo, tu já pode te sentir menos pior. Depois que, provavelmente, não apareça tanto para todos como tu deve imaginar, pois mãe é mãe, elas notam tudo e nos falam para tentar ajudar. Mas as vezes é pior, por isso não considera o olhar dela como o de todos. Isto já vai te deixar mais tranquila e de bem com as tuas mudanças e até permitir que tu ache jeitos para lidar com os teus reais tropeços!

Se precisar neste período de adaptação use bolsos, carregue livros ou outros objetos para ocupar as mãos  – que não sejam cigarros, pois estes estão fora de moda. Quando derrubar as coisas pode sempre dizer um famoso: desculpe, foi ruim e, quem sabe, pedir ajuda para quando estiver em “situações de risco” como servir sopas, molhos...  hehehe

Quanto a estar estabanada, isto faz parte da emergência de tudo da adolescência e está super ok, mas preste atenção nisso. Quando tu estiver exagerando e as pessoas vão sinalizar, tente levar em conta, respire, pense nas minhas palavras e siga um pouco menos...

Por ultimo, tente não dar tanta  importância para o que vão pensar do teu jeito estabanado, a gente sabe que as vezes é incontrolável, e neste momento este é o teu jeito.

É isso aí.  
Beijos e boas coisas

Nenhum comentário:

Postar um comentário