2 de maio de 2012

Estimulo à reflexão:























Hoje quero compartilhar com vocês um filme que assisti neste feriado. Primeiro pela grata surpresa e segundo pela temática que me fez pensar nos possíveis e impossíveis das nossas vidas e o quanto nós lamentamos sem avaliar com profundidade.

"Querida voy a comprar cigarrillos y vuelvo" é um filme argentino que passou despercebido, mas muito interessante. Misto de humor, surrealismo e muita filosofia. Conta a história de um homem entre os seus 60 e 70 anos que, ao cruzar com uma espécie de bruxo ou diabo, recebe uma proposta de voltar no tempo a qualquer época da sua vida, por dez anos e com a mentalidade atual. E no termino deste período ele voltaria a situação de partida, mas com um milhão de dólares. Ernesto que, aparentemente, tinha uma vida medíocre e muitas insatisfações aceita e se vai no tempo em busca de reparar situações e tirar vantagens.

O filme é muito bom, tem uma narrativa que acaba nos remetendo a época que gostaria de voltar. Ao fim eu realmente fiquei pensando nisso, mas especialmente se mudaria algumas situações que superficialmente tinha vontade de mudar.

E é ai que está o mais interessante, pois os acontecimentos desta história vão mostrando uma série de insucessos: fatos que não tem reparação, erros e escolhas que se não tivessem sido feitas não levariam a situações piores.

Mas o filme vai ajudando a pensar e num dado momento o próprio autor narra a seguinte frase: "uma cidade é grande, se você é grande. Uma cidade é absolutamente de merda, se você é um merda...". E isso pode traduzir que algumas das escolhas do nosso personagem caíram no erro dele tentar ser o que não era, em mentir para si mesmo, em se distanciar demais das suas verdades, sem reflexão.

A fantasia alimenta a vida, mas não pode nos tornar o que não somos... Criar um personagem de nós mesmos não nos faz sermos de fato e menos ainda nos ajuda a crescermos, sendo o que somos.

Buenas, esta é a minha reflexão abaixo fica a deixa para as suas.

Querida Voy a Comprar Cigarrillos e Vuelvo
Autor: Alberto Laiseca
Diretor: Gastón Duprat, Mariano Cohn

Nenhum comentário:

Postar um comentário