22 de maio de 2010

Mulher atual

Pois o tempo passa...e se observarmos bem podemos notar o seu movimento, não só no nosso dia a dia, mas na vida.

Olhem que interessante, estava eu aqui embalando o Enzo no seu bebê conforto enquanto leio coisas ótimas e pesquiso para o meu livro. Ele acaba de fazer um mês e dorme tranquilamente ao meu lado, a resmungadinha se vai no embalinho.


Esta cena retrata não só o meu momento de vida, mas também o da mulher atual. Descreve as inúmeras mães de hoje que, apesar de toda vivência tumultuada dos primeiros dias de um recém-nascido, podem estar presentes afetivamente com seus filhos e manter-se em suas outras versões.


Meninas é possível. Com o mesmo trabalhão que as nossas mães tiveram, tenham certeza!

E o tempo continua passando e com ele tudo continua se acomodando. Vale a velha lição: quando nós relaxamos diante da mudança ou de algo que parece difícil, podemos vivenciar e tirar as devidas lições, sentir prazer e notar os benefícios.

É isto só confirma o que venho sempre afirmando: sábios são os chineses em sua antiga arte de observação de si.

Um comentário:

  1. Fiquei muito feliz em saber que aquela barriguinha já é o Enzo e que este moço está te fazendo muito feliz.
    Parabéns, Claúdia! Sou uma mãe sempre apaixonada e uma avó encantada.
    Tomei a liberdade de linkar teu blog lá no meu.

    ResponderExcluir