24 de janeiro de 2010

Gestação II – Entrega e bate-papo com o nenê

É estou com quase seis messes e o Enzo cresce dia a dia, já se mexe e muito e eu cada vez mais encantada, feliz e disposta a entrar na onda deste guri. Quem acompanha o blog deve ter lido o texto Gestação I e acompanhou os altos e baixos do início, a alegria de ser mãe permeada pelas difíceis mudanças que vêm junto, especialmente para alguém como eu que sempre dedicou muito ao profissional.

Mas está tudo certo, no lugar certo e no momento certo! E normalmente é assim para tudo na vida.

Menina nauseada, deixe de ser tão controladora, tão resistente e medrosa, que as náuseas diminuem. Acredite! Os projetos não serão perdidos e sim adiados, os cursos, clientes e parceiros vão entender e esperar, é só um parêntese. Vá se dando conta de que nem tudo depende tanto só de ti.

Mas mesmo que seja difícil superar estas coisas todas ainda no primeiro trimestre, saiba que no segundo tudo vai se acomodando e nada melhor que as mexidas do pimpolhinho para te convencer que tem realmente algo mágico acontecendo.

Agora eu estou batendo muitos papos com o meu, estou convencida de que alguns dos chutinhos e empurrões vem do jeitinho dele se comunicar e nós estamos achando a nossa comunicação. É muito bom!

Penso que esta nossa comunicação já vai dando a ele a noção das suas possibilidades e um tom importante do meu afeto e carinho por ele.

Experimente! É claro que cada mãe vai dar a essa interação o seu jeito, mas tenha claro que as comunicações de vocês podem começar aí e, mais... que esta é uma baita oportunidade para ti e para o nenê.

Bem tá dada a dica, só mais uma coisinha.

Se tu tens o pai presente, chame ele também. Ajude ele a participar e vá acostumando a ele e a ti com um três que pode fazer diferença. Os homens podem parecer mais durões, também... Lembre-se que eles não sentem o nenê e para eles parece que vai se tornar verdadeiro quando nascer, mas insista.

Por hora é isso. Entregue-se e aproveite!

Nenhum comentário:

Postar um comentário