10 de julho de 2009

Nunca é tarde demais


Nunca é tarde demais
Ou cedo demais
Pra ser quem você
Quiser ser
Não há limite de tempo
Comece quando você quiser
Você pode mudar
Ou ficar como está
Não há regras
Para esse tipo de coisa
Podemos encarar a vida
De forma positiva ou negativa
Espero que encare
De forma positiva
Espero que veja coisas
Que surpreendam você
Espero que sinta coisas
Que nunca sentiu antes
Espero que conheça pessoas
Com ponto de vista diferente
Espero que tenha uma vida
Da qual você se orgulhe
E se você descobrir
Que não tem
Espero que tenha forças
Pra conseguir começar
Novamente...

Este texto do filme "O Curioso Caso de Benjamin Button" foi enviado pelo amigo Luis Poeta. Me fez lembrar das
metamorfoses que, querendo ou não, nos levam ao crescimento. Por que não aproveitar os empurrões da vida e se dar a chance de se sentir borboleta?


Nenhum comentário:

Postar um comentário