16 de junho de 2009

Meditando com o I Ching


O I Ching é o antigo livro de orientações chinês, ele pode nos ajudar no nosso processo na vida. Podemos consultá-lo para tomarmos decisões, para entendermos movimentos das pessoas, para compreender situações...

Hoje fiz a meditação do I Ching e pedi uma orientação para quem lesse o blog.

Aproveite! Esta orientação refere-se as suas situações do momento.

A Grande Força Subjugada –
Hexagrama 26 (Ta Chu)

Acima: Ken – montanha, os obstáculos, a calma
Abaixo: Chien – o céu, a criatividade, o poder


Comentários

Na composição dos trigramas para Ta Chu temos os atributos da maior força, da mais substancial solidez, a qual emite uma luz brilhante; e indica que a renovação é diária.

Indica um valor estabelecido sobre talentos e mérito; existe poder (no trigrama superior) para manter o mais forte em limitação e em “a grande retidão” (requerida no hexagrama)

“Será vantajoso atravessar a grande correnteza”.


“A boa sorte unida aos sujeitos que fazem a refeição fora de casa (não procuram gozar as recompensas na sua família)” mostra como talentos e méritos são estimulados.

Inicia-se a construção de uma via sem erros que o ajudará a nutrir todas as pessoas.
Neste exagrama está contida a idéia de retorno, como se um grande rei retornasse a seu reino depois de um grande período de ausência. No retorno ao grande caminho ele inclui mais um elemento, já pensa em nutrir e ajudar os sábios homens desenvolvendo adeptos ao caminho.

Em razão da mente contemplativa após a (“a grande retidão” ) ele atinge sua primeira consciência e retorna a essência sem erros. Porem, mesmo assim, deve continuar refinando sua mente. Isto realiza nas experiências da vida entre os homens comuns e, por este motivo, se diz “fazer as refeições fora de casa traz boa fortuna” .

“É benéfico cruzar a grande água” traz a idéias de que a tarefa é coberta de responsabilidades e, se analisarmos o todo do hexagrama, vemos a importância do desenvolvimento interior.

Ken – a montanha – é filho do Céu na Terra, ou seja, a solidez vem pela estrutura da força espiritual ou sábia – carrega a certeza inabalável que depende de tempo.

"Só com o tempo aprendemos a confiar na própria sabedoria".


Nenhum comentário:

Postar um comentário