12 de março de 2009

Tele Domingo - O Poder Do Abraço

Queridos leitores

Tenho o prazer de convidá-los a assistir o programa Tele Domingo da RBS TV e compartilhar comigo a alegria vinda do reconhecimento a minha dedicação a área dos relacionamentos.

Este programa sobre
O Poder Do Abraço nas relações afetivas foi um convite da RBS TV a partir do contato com o trabalho terapêutico que venho desenvolvendo nos atendimentos, individuais, casais e grupos. Foi todo gravado no Yucatan com a participação e depoimento de pessoas que já conhecem o meu trabalho, freqüentam o nosso centro clínico e conhecem nosso esforço para valorizar as relações humanas.

O programa será transmitido neste domingo dia 14/03 próximo as 23h30m

Abaixo uma das matérias que tem saído em Jornais e revistas da grande Porto Alegre e no alto uma foto no jardim interno do Yucatan, Clínica e Centro cultural onde atendo.

ESPECIALISTA RECEITA DOSES EXTRAS DE OCITOCINA PARA REASCENDER A QUÍMICA ENTRE O CASAL

Especialista revela que um dos segredo da química entre os casais está na intensidade do toque ativado por substâncias como a ocitocina.
Um simples abraço e o ato de entrega podem reascender a fazer milagres pelo relacionamento entre homens e mulheres.

A ocitocina deixou de ser apenas um hormônio associado à lactação e ao parto. Suas funções pró-sociais incluem e formação de laços afetivos entre mães e filhos, namorados, a preferência sexual pelo parceiro.

Segundo a psicóloga relacional, Claudia Guglieri, existem soluções naturais para ativar a ocitocina, como o simples ato de abraçar, tocar dar e fazer carinho. “Aquela queixa predominantemente feminina de que não é só deitar e pronto tem coerência. A ocitocina precisa ser alimentada e para isto é preciso deixar-se sentir, ter intimidade e se entregar”, explica Claudia.

Segundo a especialista a "química" da paixão tem prazo de validade e as substâncias responsáveis por ela como a ocitosina ( e também a dopamina, a feniletilamina) é encontrado no corpo humano apenas durante as fases iniciais do romance. “Com o tempo, o organismo se torna resistente aos efeitos dessa substância, e toda a loucura da paixão apaga gradualmente.", explica Cláudia.

A psicóloga esclarece que a falta de contato físico faz com que as mulheres normalmente se deprimam e se distanciem do sexo. Já no homem, eles se tornam mais agressivos e até desenvolverem uma aversão à falta do mesmo.

“Embora, para algumas pessoas seja difícil, principalmente entre a ala masculina, abraçar requer o abandono de alguns conceitos rígidos quanto a entrega. Relaxar e mostrar-se mais vulnerável, traz muitos benefício, a segurança, o acolhimento e o de troca entre as duas pessoas envolvidas”, assinala.

Nenhum comentário:

Postar um comentário