5 de dezembro de 2008

O Método Sheng e o poder das diferenças

As diferenças individuais lhe incomodam? Hum... Saiba que, para desabrocharmos nosso potencial criativo e produtivo, é preciso estarmos em contato com pessoas diferentes.

Hoje vou dar um parênteses no post Coisas De Mulher dos sábados para escrever sobre “coisas de todos nós”... a importância das diferenças nas nossas vidas.

Já há muito tempo os chineses se deram conta do valor da diferença e mais, apostaram nela para o seu próprio desenvolvimento. Segundo a cultura oriental chinesa, cada pessoa está relacionada a um movimento (elemento) que se caracteriza em suas diferentes formas de ser, sentir e agir, além de suas habilidades e dificuldades.

Portanto, quanto mais entramos em contato com o nosso movimento natural e mais nos relacionamos com os diferentes movimentos das pessoas, mais desenvolvemos nossas habilidades relacionais.

Acredite! Estes chineses sabem das coisas...
Faz algum tempo que venho estudando os modelos chineses de entendimento do homem e da vida e a grande constatação foi que na base de tudo está o valor da complementaridade.

Olhem só...
O conhecido Yin/Yang chinês refere-se a apostos complementares, ou seja, diferentes que se completam, se nutrem, se ajustam para se equilibrar.

Cai o conceito de competição....
Eleva-se o conceito de complementação de forças opostas e de valorização da particularidade.

E mais...
Eles acreditam que para qualquer sistema que se relacione existe uma dinâmica que tende a equilibrar as diferenças, chama-se força de geração e de dominância que ocorrem sobre a interação dos cinco movimentos (elementos).

Complicado demais? É... é jeito chinês de pensar

Com base neste “jeito chinês de pensar” venho trabalhando em um método psicoterápico que se adapte a nossa cultura. Já uso destas ferramentas em atendimentos individuais e agora estou começando a experimentar com sucesso em grupos, casais e equipes de trabalho.

Criei o Método Sheng
com base nos cinco movimentos (elementos) da Medicina Tradicional Chinesa (madeira, fogo, terra, metal e água) e nos princípios da Psicologia da Gestalt.

Estas ferramentas tem ajudado as pessoas a se identificarem no seu movimento próprio e, também, a compreenderem e aceitar melhor os diferentes movimentos das pessoas com quem elas se relacionam.

Se você tiver interesse em participar de um grupo comunitário que está experimentando o Método Sheng
inscreva-se para a seleção nos telefones (51) 33337052 / 30268224 ou no Yucatan Clinica & Centro Cultüral – Rua Freire Alemão, 366 Mont Serrat Porto Alegre

Nenhum comentário:

Postar um comentário